Se você já tem alguma experiência de TI dentro de empresas, sabe que sempre foi difícil convencer executivos da importância de aplicar tecnologia aos negócios.

Mas, com a TI estratégica ocupando cada vez mais um papel central para garantir a sobrevivência em um ambiente competitivo, essa tarefa árdua passou a ser uma obrigação e, ao mesmo tempo, uma oportunidade de crescimento.

Se é esse tipo de argumento que você precisa para vender inovação e estratégia apoiada na tecnologia, nós lhe damos os argumentos que você precisa para convencê-los. Confira:

A TI estratégica é uma forma de economizar

Vamos falar a verdade: no fim de uma reunião, todas as decisões tomadas por executivos vão levar em conta o ganho financeiro daquela solução para o negócio. Isso não é um problema em si (é até o esperado e desejado no gerenciamento de uma empresa), mas acaba obrigando você a mudar um pouco o foco durante sua apresentação.

Quando for apresentar um projeto de cloud computing, por exemplo, enfatize os ganhos econômicos trazido por esse tipo de tecnologia aplicada. Fale sobre a diferença entre CAPEX e OPEX e a flexibilidade financeira que o investimento em TI pode trazer.

Mais importante do que explicar como a tecnologia funciona, foque em números, dados estatísticos e relatórios que comprovem os benefícios da solução que você pretende implementar.

É possível aumentar e prever o ROI com mais eficiência

Você já sabe disso, mas talvez os outros diretores C-Level não tenham esse conhecimento. A TI estratégica cria um ambiente mais controlado e previsível para o lado operacional da empresa. É essa característica que possibilita a busca por investimentos mais eficientes e inovadores e que otimizam o retorno para cada ferramenta ou recurso contratado.

A nuvem, por exemplo, transforma o custo inicial sobre um planejamento fixo de crescimento em um modelo de assinatura que se adapta à demanda da empresa em qualquer cenário de mercado futuro. Explicar isso aos executivos é uma forma de deixá-los do seu lado.

Dá para otimizar a operação sem grandes investimentos

Não é raro que executivos C-Level tenham resistência ao investimento em tecnologia, considerando-o um gasto antes de qualquer coisa. A sua responsabilidade é mostrar que eles estão errados.

A TI estratégica é o principal agente de otimização nos processos operacionais de um negócio. É possível implementar ferramentas e tarefas automatizadas que diluam um investimento para resolver problemas pontuais e gerar mais produtividade e agilidade sem precisar de uma grande reformulação.

Existem muitas formas de fazer isso. Você pode prototipar suas mudanças no sistema, por exemplo, ou realizar testes em um ambiente controlado que comprovem os benefícios de uma solução ou ferramenta. Quando você mostra os resultados de uma TI otimizada, é impossível que os outros diretores continuem resistentes à mudança.

É uma forma de mudar a cultura da empresa

Falando em resistência, vamos tratar desse assunto por último. A TI não só vem se tornando fundamental para que a empresa consiga competir em qualidade de entrega e agilidade no atendimento ao público como precisa dessa veia inovadora para sobreviver.

Os negócios digitais, com mindset disruptivo e modelos agressivos de nicho, precisam da tecnologia na operação, na elaboração de estratégias e na cultura de seus funcionários para terem sucesso.

Portanto, convencer os executivos C-Level do valor de uma TI estratégica é um trabalho de apresentar números e resultados, mas também um esforço de evangelização. O seu setor é o fio condutor dessa transformação digital, e sua empresa só conseguirá sucesso no mercado daqui para a frente se apostar em inovação e criatividade.

Então, é hora de montar seu discurso! Para começar, que tal discutir na próxima reunião sobre a importância da cloud computing nesse novo cenário corporativo? Para ajudar você a montar seus argumentos, veja este artigo com 8 motivos para começar a armazenar arquivos na nuvem.

 

 

Comments