MÁQUINA VIRTUAL NA NUVEM

As soluções de cloud computing vão muito além do armazenamento: espaço, infraestrutura e até aplicações baseadas na nuvem podem ser contratados sob demanda. É possível, por exemplo, contratar uma máquina virtual personalizada e superpotente do Windows Server ou Linux em questão de minutos para um determinado projeto.

Como todas as máquinas, os servidores locais também geram contratempos, possuem um tempo de vida útil extremamente curto e estão suscetíveis a longas instabilidades de comunicação. Servidores na nuvem suprem tudo isso mais a complexidade de manutenção dos hardwares, os elevados custos com serviços de redundância e segurança, a necessidade de equipes especialistas e a perda do foco no core business.

 

Além de evitar dores de cabeça com infraestrutura e tornar as tarefas um tanto quanto mais simples, confira quais são as outras vantagens:

  • Você paga apenas pelo tempo que usa;
  • Pode explorar o poder da nuvem híbrida: criar máquinas virtuais para servidores locais ou ampliar até a nuvem para equilibrar recursos e aumentar a disponibilidade da sua aplicação;
  • Aprimorar a segurança e a conformidade: você pode criptograr dados confidenciais, proteger máquinas virtuais contra vírus e malware, o tráfego de rede e atender aos requisitos regulatórios e de conformidade;
  • Experimentar soluções de software livre: Red Hat, Ubuntu, SUSE, Chef, Puppet e Docker. E, implantar máquinas virtuais para outros produtos, como Oracle Database e Oracle WebLogic Server;
  • Configurar o tamanho e o desempenho da máquina virtual de acordo com a necessidade do seu negócio.

POR QUE MIGRAR PARA NUVEM

 

Qual é o tempo médio que a área de TI da sua empresa gasta para comprar, configurar e disponibilizar hardwares, sistemas operacionais e softwares no modelo tradicional? O uso do cloud computing vem revolucionando o modo como as atividades, as comunicações e os dados são gerenciados e armazenados. Confira agora algumas vantagens que essa tecnologia traz para as empresas!

  • Segurança: Os provedores cloud investem bilhões em segurança da informação e passam por auditorias e certificações reconhecidas pelo setor. Além disso, acidentes em infraestrutura física podem acontecer a qualquer momento, mas essa não é uma preocupação quando se fala em computação em nuvem, pois os dados estarão sempre disponíveis.
  • EscalabilidadeSe a sua empresa possui infraestrutura física é possível que os seus planos de crescimento sejam impactados pelos prazos de upgrade de servidores e migrações de infraestrutura. Com a nuvem a qualquer momento será possível redimensionar para mais ou para menos a capacidade da sua infraestrutura de acordo com necessidade da empresa.
  • Economia: Dispensa a aquisição de hardware, montagem de uma infraestrutura para o servidor físico (incluindo energia) e licenças de software. Você paga apenas pelo o espaço que os seus dados utilizam. Além disso, você terá uma infraestrutura sempre atualizada (não deprecia) e o retorno dos seus investimentos (ROI) será muito mais rápido.
  • Agilidade: Você poderá provisionar nova infraestrutura em minutos em vez de em dias, semanas ou meses.
  • Gerenciamento simplificado e disponibilidade garantida de 99,9%.
  • Atualização tecnológica sem investimento: Infraestrutura sempre atualizada (não deprecia).
  • Concentre-se no seu negócio: A equipe de TI não terá mais dores de cabeça relacionadas à esta infraestrutura, o gerenciamento é simplificado, permitindo uma atenção ao negócio e uma probabilidade maior de sucesso nas iniciativas de tecnologia baseadas na nuvem.
  • Sustentabilidade e meio ambiente: A emissão de gases do efeito estufa da sua empresa seria reduzida drasticamente por não ter gastos energéticos desnecessários. Um estudo, realizado por Acceture e WSP, mostrou que empresas pequenas que adotam a computação em nuvem podem reduzir em até 90% a emissão de carbono, enquanto as grandes teriam uma economia de 30%. Outro estudo da Carbon Disclosure Project (CDP) descobriu que as empresas norte-americanas que usaram serviços de cloud computing alcançaram uma economia de energia anual combinada de US $ 12,3 bilhões e uma redução das emissões de carbono equivalentes a 200 milhões de barris de petróleo.

 

Em cloud computing, a pergunta deixou de ser “devo migrar para a nuvem?” e tornou-se “quando e qual a melhor maneira de migrar?

Estudos do Gartner apontam que até 2020 empresas que não utilizam computação em nuvem serão tão raras quanto as que hoje não utilizam Internet e que os investimentos das empresas brasileiras em Cloud devem atingir US$ 20 bilhões.

A Forrester Research estima que o mercado global de nuvem está se expandindo a uma taxa de crescimento anual de 22% e as previsões são as de que atinja US$ 236 bilhões até 2020. Em um outro levantamento, dessa vez realizado pela IDC, afirma que até 2020, 67% da infraestrutura e software de uma empresa serão voltados para ofertas baseadas em tecnologias de Nuvem.

 

 

Confira o resultado que os nossos clientes alcançaram!

São mais de 750 projetos realizados em todo o território nacional e centenas de clientes felizes com as nossas entregas.