Como melhorar o desempenho da computação em nuvem da sua empresa?

Como melhorar o desempenho da computação em nuvem da sua empresa?

A cloud computing deixou de ser um luxo para se tornar uma necessidade competitiva em poucos anos. Mas essa corrida pela aplicação da tecnologia acaba gerando também muito descuido na hora de escolher as melhores parcerias e adequar processos para extrair o máximo de potencial da solução.

Se você está pensando em migrar para a cloud, mas ainda não sabe como aproveitar a tecnologia, nós preparamos este artigo com algumas dicas para você otimizar o desempenho da computação em nuvem e aproveitar todas as vantagens que ela traz. Pronto para começar?

 

Prepare sua equipe para lidar com a tecnologia

Quando começamos a discutir sobre cloud computing, é muito comum que os argumentos fiquem presos na parte técnica — qual o melhor modelo, qual oferece o melhor desempenho, que estrutura se adapta melhor aos processos da empresa.

É claro que essas são questões centrais são importantes, mas o foco na tecnologia às vezes tira tempo de planejamento para outra parte importante da equação: as pessoas que vão utilizar a nuvem.

O desempenho máximo da cloud computing só é atingido com funcionários treinados e capacitados para desenvolver seu potencial. Invista no treinamento antes mesmo de executar a migração. Assim, a curva de performance do sistema já começa em um ponto alto desde o primeiro dia.

 

Melhore a gestão de aplicativos

Agora que já falamos sobre as pessoas, é hora de falar sobre o papel da cloud no sistema em si. Uma boa dica para pôr em prática desde o planejamento para a implementação é levantar informações sobre a relevância e o desempenho de cada aplicação envolvida no processo e como elas podem ser substituídas ou potencializadas em um sistema migrado.

A nuvem em uma empresa é tão boa quanto sua gestão, por isso otimizar a tecnologia significa criar um controle maior sobre indicadores de performance e aproveitar características como mobilidade e disponibilidade em aplicativos mais eficientes.

 

Redesenhe processos em torno da nuvem

Isso também vale para metodologias, tarefas e processos dentro da sua cadeia produtiva. Um erro comum que resulta em subutilização da cloud computing é tentar forçar a nuvem dentro de sua estrutura atual, quando o mais recomendado é fazer exatamente o contrário.

Durante a implementação, busque entender como o workflow da empresa pode ser redesenhado em torno da tecnologia. Dessa forma, você ganha não só uma empresa mais produtiva como tem mais facilidade em gerir e controlar os benefícios que a nuvem traz para o negócio.

 

Prepare-se para se beneficiar de novas tecnologias no futuro

Essa também é uma oportunidade para mudar a cultura da sua empresa, voltando processos, estratégias e até o mindset dos trabalhadores para um foco em inovação e busca por novas formas de encarar o mercado.

Quando sua estrutura está baseada na nuvem e bem-adaptada a ela, é possível aproveitar com mais facilidade, menos custo e mais rapidez as novas tecnologias aplicadas que surgirem nos próximos anos.

 

Escolha a solução com o melhor desempenho da computação em nuvem

É claro que uma busca por alta performance deve começar na escolha de provedores, fornecedores e parceiros em consultoria. Uma boa base tecnológica facilita o seu planejamento de migração, implementação e suporte. Além disso, é possível tirar o peso de rotinas da equipe de TI e usar esse fôlego para correr atrás de todas as outras dicas que listamos neste artigo.

Se é esse tipo de solução que lhe falta para conseguir um melhor desempenho da computação em nuvem, então por que você não entra em contato conosco? A Portnet tem várias soluções em cloud para ajudar você a alcançar o potencial máximo do seu negócio!

 

 

6 dúvidas sobre cloud computing que precisam ser solucionadas

6 dúvidas sobre cloud computing que precisam ser solucionadas

A cloud computing vem revolucionando a maneira de muitas empresas fazerem negócios. Antes vista como ficção, hoje já é utilizada como estratégia de redução de custos, principalmente com relação a estruturas físicas, e como forma de aumentar a produção com qualidade.

Mas ainda existem muitas dúvidas que pairam sobre a cabeça dos gestores, impedindo que eles migrem de fato os seus negócios para a nuvem. O quanto antes solucionarem essas dúvidas, mais rápido poderão aproveitar as vantagens que a estratégia oferece.

Então, para ajudar você, vamos responder agora os 6 principais questionamentos sobre cloud computing. Confira!

1. Cloud computing é o mesmo que virtualização?

Não. Apesar de ambos se relacionarem, não são a mesma coisa. Enquanto a virtualização se baseia no resultado da manipulação de hardwares por meio de um software específico no local, a cloud computing oferece uma estrutura com softwares de trabalho hospedado online, sem estrutura física (hardwares).

2. Que custos podem ser reduzidos com a nuvem?

Toda a sua estrutura física pode ser reduzida. Ao migrar os sistemas para a nuvem, a aquisição de servidores, manutenções e atualizações deles, bem como os equipamentos de refrigeração do ambiente não serão mais necessários.

Também não será preciso se preocupar com espaços para acomodar essa infraestrutura.

3. As operações na nuvem são escaláveis?

Sim. Fornecedores de cloud computing oferecem uma estrutura com espaços, recursos e ferramentas na medida certa para atender as suas demandas momentâneas, podendo ser expandida ou retraída conforme a necessidade.

Com isso, você só paga pelos recursos e espaços que usar, tornando o serviço mais acessível e com valores mais justos.

4. Como saber se a cloud computing é segura?

Um bom fornecedor de cloud computing oferece recursos e procedimentos de segurança como a criação de senhas fortes e criptografadas, criptografia dos dados, acessos limitados a pessoas devidamente autorizadas, sistemas de backups automatizados e com cópias espalhadas por servidores auxiliares etc.

Então, antes de escolher um fornecedor de cloud, verifique se ele oferece esses requisitos de segurança.

5. O que pode ser migrado para a nuvem agora?

A necessidade de cada empresa estabelecerá o que é importante migrar primeiro, mas recursos de armazenamento, segurança, balanceamento de carga, backup automático e e-mail corporativo podem ser potencializados com soluções cloud.

Os benefícios da Cloud são notórios, e isso é comprovado pelo volume crescente de empresas que aderem a esse modelo.

6. Como criar uma estratégia de migração?

Migrar a sua infraestrutura de TI para a nuvem exige planejamento. Para isso, os passos essenciais são os seguintes:

  • listar quais aplicações vão para a nuvem;
  • definir e configurar os padrões de segurança para o acesso e proteção contra perda de dados;
  • realizar testes na nuvem antes de migrar os sistemas e dados reais;
  • treinar a equipe de profissionais envolvida no processo.

Lembrando que é sempre bom contar com o apoio de uma empresa especializada no assunto para garantir que todas as etapas desse processo sejam executadas com tranquilidade e segurança.

Agora que esclarecemos as principais dúvidas sobre cloud computing, você já pode dar início a um planejamento de migração com sucesso e promover um crescimento sustentável para o negócio.

Essas informações foram úteis para você? Então, assine a nossa newsletter agora mesmo e descubra muito mais!

 

 

Vale a pena investir em uma nuvem pública para soluções corporativas?

Vale a pena investir em uma nuvem pública para soluções corporativas?

Não é por acaso que empresas do mundo inteiro estão migrando sistemas e operações para a nuvem. As novas tecnologias de cloud computing trazem alívio de custos e liberam equipes de TI para trabalhar com inovação e estratégia.

Mas além dessa certeza, surge uma dúvida importante na cabeça de gerentes e diretores: qual o melhor modelo para o meu negócio? Vale a pena investir em nuvem pública? Nós tiramos essas dúvidas para você!

 

A diferença entre nuvem pública, privada e híbrida

A questão mais comum quando se decide por um modelo de nuvem tem a ver com suas nomenclaturas principais: nuvem pública, nuvem privada e nuvem híbrida.

Uma confusão causada por esses nomes é imaginar que a nuvem pública seja menos segura por tornar seus dados públicos, mas não é assim que funciona. O nome indica apenas como o provedor entrega o seu serviço aos clientes.

A nuvem privada é um sistema exclusivo de servidores dedicados a um contratante. Essa solução é mais usada em grandes empresas e garante personalização de estrutura em troca de flexibilidade e custo.

Já a nuvem pública particiona um ambiente virtualizado para vários clientes, diluindo o custo sem se descuidar da segurança (não há nenhum compartilhamento de dados entre contratantes).

Por último, existe a nuvem híbrida, que é uma junção dos dois modelos para atacar demandas específicas de empresas com operações mais complexas.

 

As principais vantagens da nuvem pública para empresas

Portanto, se a diferença dos modelos está na forma de entrega, o investimento na nuvem pública traz uma série de benefícios principalmente para pequenas e médias empresas:

 

1. Disponibilidade

A nuvem pública garante a disponibilidade de arquivos, softwares e outros tipos de dados 100% do tempo, permitindo o acesso de qualquer lugar, em qualquer aparelho que tenha credenciais para tal. Inclusive, é possível repassar a estrutura para o usuário, aumentando o valor do seu produto ou serviço.

 

2. Flexibilidade

A principal vantagem da nuvem pública sobre a privada é uma maior capacidade de manobra estratégica. A oferta do serviço pode ser ajustada em segundos para atender à demanda da empresa, seja para responder a um pico maior de uso, seja para reduzir recursos ociosos.

 

3. Redução de custos

Migrar para a nuvem é por si só uma forma de cortar gastos em infraestrutura — passar o investimento em patrimônio para investimento em serviço. Dentro desse cenário, a nuvem pública é ainda mais eficiente, proporcionando serviços robustos como Azure e AWS sem os gastos extras de uma nuvem privada.

 

4. Segurança

Um dos pontos polêmicos sobre a nuvem, o modelo público garante tanta segurança quanto qualquer outro tipo de sistema. Isso é possível porque provedores de serviços de nuvem possuem times especializados em monitoramento de ameaças e ação imediata em crises.

 

Alguns cuidados recomendados ao fazer a migração

Falando no assunto segurança, algumas dicas são importantes para uma migração sem sustos. A primeira e principal é a escolha de parceiros confiáveis, tanto provedores de serviço quanto o outsourcing de planejamento e implementação.

É necessário também cuidado na estratégia, treinamento e monitoramento, para garantir que sua equipe extraia o máximo dos benefícios que a cloud computing traz à empresa.

Conhecendo todas essas características, fica fácil responder à pergunta: vale muito a pena sim investir em nuvem pública, para ganhar em uma operação eficiente e um modelo de negócio focado em crescimento e inovação. Basta planejar muito bem a implementação e escolher o parceiro certo para definir a melhor estratégia e o melhor serviço.

Gostou de saber mais sobre os modelos de nuvem para o seu negócio? Quer receber mais dicas sobre o assunto? Então assine a nossa newsletter!